segunda-feira, 17 de julho de 2017

Fez de tudo para decompor-me; BH, 0160402001; Publicado: BH, 0150502014.

Fez de tudo para descompor-me,
Para tirar-me e pôr-me fora do lugar;
E foi só o que soube fazer,
Descomedir-me e injuriar-me acremente pois,
Nunca vivi em falta de acordo e de ordem;
E nem na irregularidade da falta de compasso
E sempre afastei-me de qualquer descompasso;
E jamais alguém viu-me executar algo sem 
Regularidade e não sou de tirar nada do compasso;
E nem sou de descompassar-me dia nenhum da 
Minha vida e só o normal tal o descorrer, 
O defecar e o evacuar os intestinos
E o anti não à razão e as conveniências;
E o não conter nos preceitos ou regras,
O descomedir diante da sociedade e da natureza;
O ser taxado de descomedido por qualquer um,
Incontrolado e sem comedimento;
O melhor é desligar o botão,
Desunir da vida,
Descolar do pedaço;
Ao expor aos golpes do adversário,
E ao desguarnecer a defesa;
Ao tirar o chapéu e o barrete a quem não merece,
Denunciar o justo falsamente,
Dar a conhecer a própria fraqueza;
Expor aos olhos dos inimigos e 
Manifestar a covardia;
Tirar a cobertura e mostrar o medo,
Descobrir a cabeça em pró da injustiça;
E depois quem irá remediar-me?
Quem irá reabilitar-me diante de todos?
Depois de defasado pelo explorador,
E ter de de entregar ao que descobre todos os
Segredos e mistérios e à mão à palmatória;
E ainda pagar e pagar o que não é seu, 
Com o do que é seu ao descobridor,
Para não ser denunciado;
E não ter o que foi desvendado,
Como algo que passou a ser conhecido;
O tesouro que já não está coberto,
O mapa que levou ao lugar descoberto;
O invento não ficará muito tempo escondido,
O achatamento não passará despercebido
E quem descobriu a descoberta,
Com certeza quererá cobrar caro pela patente;
Fez de tudo para degradar-me,
Tentou desacreditar-me;
Tentou desonrar-me e deslocar-me da minha classe
E fez de tudo para desclassificar-me,
Como se eu fosse um ímpio desclassificado;
O que não teve classificação alguma,
O indivíduo totalmente desacreditado
E indigno de consideração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário