segunda-feira, 17 de julho de 2017

O bom mesmo é viver em comunidade; BH, 02101102000; Publicado: BH, 0150502014.

O bom mesmo é viver em comunidade,
O viver comum e em comunhão, como o agrupamento
Humano caracterizado pela coesão espontânea dos
Indivíduos, como na antiga comuna romana; e sem
Querer negar e sem esconder, sempre pensei e penso,
Que o comunismo, o sistema político e econômico,
Que elimina a propriedade privada dos meios 
De produção, bem como das mercadorias produzidas,
Ainda é a melhor saída e a salvação da
Humanidade; e não sou comunista, sou só 
Comunitário social e prego uma comutação,
Igual a um comutar de pena, com peso de 
Atenuar o sofrimento, permitir permutar e 
Fazer a substituição, a permutação desse 
Neoliberalismo, para algo que tenha uma 
Atenuação mais ampla e que chegue a 
Substituir a globalização a usar um comutador,
O aparelho que comuta e que serve para mudar 
A direção das correntes elétricas ou interromper
Ou estabelecer uma corrente elétrica; fica, aí, o 
Exemplo comutativo, a metáfora  comutável a 
Uma concatenação de inversão de posição;
E concatenar para aumentar ao estabelecer a 
Ligação e a relação entre o povo e o poder;
Hoje o povo é uma concavidade, está num 
Estado côncavo, numa forma côncava, cuja 
Superfície cavada em forma esférica, mais 
Fundo no meio do que nas bordas, uma espécie de 
Buraco, onde o povo foi jogado, sem poder
Conceber e dar origem a um movimento, gerar
Uma mudança, formar no espírito algo concebível,
Digno de permitir e consentir, como dar a um favor,
E permitir a hipótese concedível de criar uma 
Nova concepção; uma nova conceição sobre conceito,
Aquilo que o entendimento concebe, na ideia
De conceituação; no ampliar o juízo conceitual,
Um povo de opinião, conhecedor de moralidade,
Como em um conto, numa máxima e num
Provérbio de proposição e de sentença e de
Reputação perdida no neoliberalismo e na
Globalização; quero o povo como parte da charada,
Em que se define a palavra conceptual, quero
O povo para conceituar, para avaliar, considerar
E agir para mudar; quero o povo com destino conceituoso,
Cérebro engenhoso e crânio espirituoso; nessa
Concentração, nessa reunião de pessoas, nessas coisas
Em determinado ponto, acabar com concurso de exploração
De desempregado e de estudante; acabar com o
Isolamento e a solidão do pobre, ao permanecer 
Em local retirado, em que permanecem jogadores
De futebol às vésperas dos jogos; e a fixação do 
Espírito para a meditação e condensação de
Substâncias em doses elevadas, de concentrados;
E concentra para não errar e ao reunir em um
Centro ou local de decisão, concentrar para a não
Divergir, e fazer convergir e diminuir a parte líquida
Dum produto; e aplicar em um objeto ou um fim
Único para meditar profundamente e dirigir
A um aro concêntrico, tem o mesmo centro, têm
Círculos e curvas da concepção; do ser concedido,
Gerado com faculdade de perceber e de criar, com
Maneira de ver e com ponto de vista definido;
Conceptivo e próprio que facilita a geração da
Imaginação concernente, que diz respeito,
É relativo e referente ao poético, que veio para
Concernir numa peça de música para concerto;
Sinfonia com muitos instrumentos solistas e
Participa de concerto musical, que litiga com alguém,
Para combinar o concertante, o concertar e o ajustar, o
Harmonizar para viver melhor; e pôr em boa ordem,
Compor e entrar em combinações e ajustes;
Num afino de concertina, instrumento musical semelhante à
Sanfona, pelo concertista, que concerta para a plateia de
Surdos, uma combinação de consonância de vozes mudas,
Na sessão com acompanhamento de orquestra, ou piano, no
Concerto grosso, com mais de um instrumento solista, com
Privilégio que se obtém do Estado; para a ação de ceder, a
A permissão de conceder, uma concessão de estabelecer
Ao concessionário a condição de defender honestamente
O pão, com o suor da mão retalhada no corrião da fábrica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário