quinta-feira, 6 de julho de 2017

Passo a vida a procurar um escore favorável a mim; BH, 0401002001; Publicado: BH, 0120802014.

Passo a vida a procurar um escore favorável a mim
E mais positivo do que um resultado de uma partida 
De futebol; e maior do que uma contagem infinita de 
Números, pois, preciso deixar de ser um resumo e 
De ser uma figura reproduzida em menor escala do 
Que, o natural; ainda sou uma figura na menor 
Redução das dimensões de um desenho, e passo a 
Vida a procurar, um escorço no qual possa 
Enquadrar-me, para não despojar a verdade e nem 
Roubar a realidade cotidiana que, tento sobreviver; 
Deixo-me maltratar por flagelos, deixo-me ferir por 
Castigo, descascar minha pele por penitência, e 
Escorchar-me em nome duma religião que, 
Promete-me uma vida espiritual escorchante, uma 
Salvação que, escorcha e que transforma-se num 
Preço muito elevado, como dalgum objeto material e 
Não celestial; não acredito em alguém que promete 
Resumir o céu, para aquele que, aprender a escorçar 
A alma aqui na terra; não acredito em alguém que, 
Pega como eu, o escorbuto, a mesma moléstia
Causada pela carência da vitamina C, espero que, só 
Deus venha amparar-me, penso que, só Deus pode 
Firmar meus pés, suster meu corpo e apoiar meu 
Espírito; e segurar-me com escoras e escorar minhas 
Costas do peso da tentação; Deus é o meu esteio e 
Arrimo, a peça de amparo, a escora do meu coração;
É com escopro, o instrumento de aço para lavrar 
Madeira, pedras e etais que, Deus moldará a minha 
Mente, meu cérebro mórbido, de matador que, usa 
Escopeta, espingarda antiga, de cano curto e age 
Sempre à traição; porém, quando Deus escoimar 
Meu ser, livrar de coima e censura o meu ente, e 
Limpar a minha mente, deixarei de dar coices igual a 
Uma besta quadrada, terei o comportamento dum 
Lorde escocês; a postura dum sir natural da Escócia
E todo mal irá escoar de mim; sentirei deixar correr a 
Maldade, como um líquido, lentamente e a ruindade 
Escorrer pouco a pouco e no decorrer de um tempo, 
Filtrar meu fluído e desaparecer completamente, todo
O vestígio do que era antes; e me recuperarei neste 
Escoadouro, lançarei meu escoamento neste lugar, 
Neste cano por onde se escoam água, líquidos e 
Outros dejetos; e do pranto que me seca, pararei 
Com uma esclusa e não será mais possível qualquer 
Escarnificação e o inimigo não irá mais escarnificar-me;
E nem escarnicar do que sou, ou escarnecer o que fui, 
Com escarnecimento do que serei; e cessará o 
Menosprezo, cessará a zombaria, terei força e fé para 
Enfrentar quem vier fazer escárnio; terei coragem para 
Enfrentar o escarnecedor, que vier zombar de mim; não 
Terei mais medo daquele que escarnece, conseguirei 
Investigar, então, a causa da covardia que, causa-me 
Prostração, não será mais preciso, rapar a pele antes de 
Curtida e nem descarnar, ou escarnar a carne, que antes 
Era podre; agora, já está restaurada, o escarnador não é 
Mais útil, a escarnação é fútil, acabou-se o desengano, 
Findou-se a repreensão, não merecerei mais castigo e
Livrei-me do escarmento, valeu a pena ganhar experiência à
Custa deste sacrifício; já sei repreender com energia o ímpio, já sei 
Castigar o injusto, é só escarmentar a mim mesmo, quando precisar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário