segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Que dessabor dessalgado e que falta de sabor; BH, 091402001; Publicado: BH, 02001202013.

Que dessabor dessalgado e que falta de sabor,
Desrespeitoso, quem faz um negócio
Desse, não tem respeito por ninguém; desacato
E alguém precisa fazer alguma coisa para
Acabar com esse desrespeito; esse não respeitoso
É só para desacatar, para desrespeitar, é o
Desrespeitador que só sabe faltar com tudo;
Desrespeita até a mãe e vive a desregrar
Até o pai, ao afastar da regra e ao exceder-se
Na desordem, na falta de regularidade
No aumento do desregramento desordenado;
E que é conforme ao desregrado, ao irregular,
Que antes do desquite, antes da desquitação,
Antes de desquitar, quer de novo casar, criar família,
Fazer filhos, para depois abandonar, é fácil;
Com a dissolução da sociedade conjugal,
Pela qual se separa os cônjuges e seus bens,
Sem quebra do vínculo matrimonial; e serve
Para livrar o casal e prender os filhos; o estado
Da pessoa que se separou e se prendeu ao nada
E à noite vive a desqueixar-se sozinha; a quebrar
As lágrimas em ondas de mármores, a deslocar
O esqueleto pelas trevas e arrancar os queixos,
Como os que não os têm, ou os têm partidos,
Ou atrofiados; e desqualificar o desqueixado
A desclassificá-lo para a vida, ao tirar a
Qualificação e inabilitar pública, ou particular, a
Zombar do que perdeu as qualidades que o
Recomendavam às considerações; e rir
Do desqualificado com desqualificação igual,
Com despundonor, falta de pundonor. é
O despudorado, o indivíduo sem pudor,
Com seu impudor a criticar o despudor
Alheio e do semelhante; ao desprevenido,
Privado de recursos, falto de provisões e só
Desprovido de razão, virtude e raciocínio;
Esse é o desperdício desproveitoso que a
Humanidade sabe desprover; não sabe nada
Guardar para o futuro, só sabe desproteger-se,
Não proteger, desamparar a natureza e a si
Própria; é a política da desproteção, da
Falta de proteção, do abandono e do
Desamparo; total despropósito, grandeza de
Descomedimento, excesso de imprudência,
Disparate de propósito; basta minha gente,
Meu povo humano, raça de homens sem luz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário